MAPI

Pastoreio de Pastores
mapibrasil@gmail.com   (27) 3322-2709  

Parcerias e Conexões

Catalisando um Movimento de Pastoreio de Pastores

O Reino dos céus é como um grão de mostarda que um  homem plantou em seu campo. Embora seja a menor dentre toda as sementes,  quando cresce torna-se a maior das hortaliças e se transforma numa árvore,  de modo que as aves do céu vêm fazer os seus ninhos em seus ramos…  O Reino dos céus é como o fermento que u ma mulher tomou e misturou com uma grande quantidade de farinha, e toda a massa ficou fermentada”  (Mt 13.31-33 – NVI)

A visão do MAPI é “Cada pastor com um mentor; cada igreja com liderança saudável”  Para conseguir isso, precisamos ver um mover do Espírito que explode em todas as denominações e organizações.  Precisamos de um movimento.

Temos os seguintes seminários para aprofundar o assunto. Estamos prontos para apresentá-los de forma integral à sua igreja, conselho da cidade, região ou qualquer outra organização que congregue líderes pastorais. Veja o resumo de cada um deles abaixo.

  1. A Diferença entre um Movimento e uma Organização

Um movimento é uma onda forte de mudanças, afetando valores, visão e estilo de vida que cresce de forma surpreendente, ganhando uma expressão bem além do controle da pessoa ou fonte que o originou.  Uma organização é uma estrutura que controla e encaminha uma visão através de liderança, políticas, materiais e formas específicas.

Exemplos de movimentos:

Relação entre movimentos e organizações:

Movimentos e organizações são dinâmicas opostas

Afinal de contas, movimentos e organizações precisam um do outro.  Movimentos sem organizações não saiam de idealismos utópicos.  Uma organização sem um movimento não tem vida.  A igreja vive a tensão entre os dois o tempo todo, a maior parte do tempo cedendo mais para o lado organizacional e sacrificando o lado do movimento ou do mover do Espírito.

 

  1. Mapi como estudo de caso

O MAPI encara o desafio de casar um movimento com uma organização. 

 

O MAPI aceitou um segundo desafio: ser um catalisador nacional de um movimento do Espírito na área de pastoreio de pastores.  Propôs a criação de uma aliança brasileira (veja mais detalhes em nossa história na sessão Quem Somos), mas continua servindo e integrando denominações e outras organizações na dinâmica do pdp.

logo ABPP2

Líderes especializados: os dois desafios são suficientemente diferentes para que eventualmente precisem de pessoas diferentes para se especializar em cada um.

Transição: O MAPI começou com uma visão de discipulado de pastores que a sua vez discipulariam os líderes de suas igrejas. De lá pra cá muita coisa mudou, e decidimos assumir um desafio ainda maior pela frente: a de morrer para nós mesmos e nos entregar ao Corpo de Cristo para ajudar tantos outros a terem sucesso nas suas próprias redes de pastoreio de pastores.  Alguns de nós seremos chamados para nos dedicarmos principalmente a um movimento fora do MAPI, diminuindo a força que damos para o próprio MAPI.  Outros se firmarão na sua liderança dentro de MAPI, mantendo uma demonstração referencial quanto à visão de pastores serem saudáveis.

Oficial

“Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre!  Amém!”  (Ef 3.20, 21).

 

  1. Níveis e Fases num Movimento de Mentoria

O coração desta visão de movimentos bíblicos começa e termina na igreja local.  A prioridade da igreja local vem da promessa de Cristo de construir sua igreja e a prioridade dos apóstolos e profetas de trabalhar em e através de uma igreja local.  Enquanto o Reino de Deus é mais amplo que a igreja, a igreja continua certamente a mais completa expressão do Reino de Deus aqui e agora.  Se o movimento de mentoria não afetar substancialmente o pastor e os líderes de igrejas locais, provavelmente não é um movimento que durará.

Em cada nível acima, podemos identificar quatro esferas que se expandem, começando com 1) um líder, e passam para 2) uma equipe de liderança, 3) um grupo mais amplo, e finalmente 4) alcançam uma grande parte, se não a maioria, do grupo alvo.  Essas esferas são visíveis na igreja local e também na cidade, no estado ou ao nível nacional ou denominacional.

 

  1. Josué – Modelo de um Líder de Movimento

Josué revelou ser não somente um estrategista militar nas batalhas que seguiram, mas também um estadista na maneira de governar as tribos.  Acima de tudo, era o servo escolhido de Deus (v. 24.29 e nota em Dt 34.5) para dar seguimento à obra de Moisés e para assentar Israel na terra prometida.  Nessa função, foi tipo (prefiguração) notável de Cristo no AT (v. Notas em Hb 4.1, 6-8).

O estudo completo se divide desta forma:

  1. Fatores na formação de um líder de movimento
  2. Elementos no chamado de um líder de movimento
  3. Características de um líder de movimento
  4. Falhas na liderança do Josué