MAPI

Pastoreio de Pastores
mapibrasil@gmail.com   (27) 3322-2709  

Quem Somos

História 

  • Breve histórico do MAPI

O MAPI – Ministério de Apoio a Pastores e Igrejas, iniciou-se no Brasil em fevereiro de 1992, através do ministério do missionário da Sepal, David Kornfield. O movimento começou com um chamado ao discipulado pastores que repetiam o processo com outro grupo de pastores ou a liderança principal de sua igreja local. Após três anos se expandiu e passou a focar também grupos familiares (1995), restauração (REVER, 1996), equipes de ministério (1997), equipes pastorais e assim por diante, chegando a uma visão geral de nove estratégias da Igreja Saudável. Diversos livros foram publicados em todas essas áreas. A partir de 2004 começa uma nova fase, o que costumamos chamar de “o novo MAPI”, que focaliza o cuidado do líder pastoral, já com expressões em Portugal e Bolívia. Em 2007 o MAPI (ministério que trabalha desde 1992 com redes de pastoreio de pastores) realizou a 1ª Consulta Nacional de Líderes Denominacionais sobre o Pastoreio de Pastores. O sonho avançou e hoje não mais pertence ao MAPI. Líderes de diversas denominações se reuniram e criaram a ABPP Aliança Brasileira de Pastoreio de Pastores. Em 2010 David saiu do Brasil para morar em Pittsburgh (EUA) em virtude da saúde de sua filha Káris. Em seguida o movimento de pastoreio começou a ganhar corpo nos países de fala espanhola na América do Sul, o que culminou com a transição na liderança do David para Gedimar.

 

  • Realidade do MAPI nos Estados

Hoje cerca de 700 pastores se encontram regularmente em grupos pequenos na maioria dos Estados do Brasil e em mais de 40 denominações.

  1. Temos 6 estados firmes com pelo menos cinco grupos (SC, ES, RJ, MT, DF, PE) e 5 Estados com equipes estaduais firmes.
  2. Temos outros 6 estados com alguns grupos pastorais mas menos de cinco (MG, RO, GO, CE, RN, Sertão, MA), com pelo menos um líder estadual e equipe em formação.
  3. Temos outros 6 estados com alguém como ponto de contato com os quais gostaríamos de levantar uma equipe e pelo menos cinco grupos (PR, RS, SP, MS, BA, AM).
  4. Temos outros 9 estados sem nenhuma expressão de pastoreio do MAPI como alvos para o futuro (AC, AP, RR, PA, TO, AL, PB, PI, SE).

 

  • Organização de uma aliança de pdp

Em agosto de 2007 o MAPI realizou a Primeira Consulta Nacional de pastoreio de pastores, com a participação de 103 líderes denominacionais. Fato este que se repetiu nos anos de 2008, 2009, 2010 e 2011. A partir de 2012 surgiu, como fruto das consultas, a ABPP – Aliança Brasileira de Pastoreio de Pastores que é liderada pelo G-5 (Grupo de cinco líderes) e assessorada pelo G-20 (Grupo das maiores denominações).

Em novembro de 2010, foi fundada a Aliança Cristã Evangélica Brasileira (ACEB), com a finalidade de ser o órgão representativo das igrejas evangélicas brasileiras. A ABPP é a assessora oficial da ACEB para o pastoreio dos pastores. O MAPI está filiado tanto à ABPP, onde é representado por David Kornfield e Ari Correa, como à ACEB, onde David também é o representante.

 

Institucional

 

Visão

Simplificada

Cada pastor sendo pastoreado e capacitado para pastorear outros.

Visão

Ampliada

Cada pastor e pastora (e seus cônjuges), sendo pastoreados e capacitados para pastorearem outros (em duas vertentes: pastores e equipe pastoral)

 

Valores

  1. Relacionamentos Comprometidos e Saudáveis
  2. Ouvir a Deus
  3. Saúde Emocional
  4. Famílias Referenciais
  5. Cuidado Pastoral
  6. Equipes Maduras e Multiplicadoras

 

Estratégias

  1. Pastoreio de pastores e líderes
  2. Casamentos e famílias pastorais sólidas e atraentes
  3. Equipes pastorais que compartilham os mesmos valores e visão
  4. Parcerias de pastoreio de pastores nas denominações e cidades

 

 

Liderança